segunda-feira, setembro 11, 2006

Tarte de limão da Paula

Nem só de Boteco se faz uma viagem.
Ainda no Rio, temos sido presenteados com cada iguaria!... Tentaremos manter-vos informados… que tal um roteiro de viagem gastronómico?

Estamos em casa da titia Micá, e a nossa querida Paula não deixa crédito por mãos alheias… outro dia, chegados a casa e cansados de tanto andar, tínhamos à nossa espera uma torta* de limão divina! Foi uma luta… não conseguíamos parar de comer!!! A receita original tem o nome de Torta de limão da Regina, mas resolvemos mudar o nome em homenagem à cozinheira… tarte de limão da Paula.


Aqui fica, então, a sugestão. Deliciem-se como nós (não nos responsabilizamos por nenhuma caloria a mais adquirida. Como dizem por aqui, o melhor é "ir malhar" umas boas horas para tentar rectificar os quilinhos a mais! Aliás, no fim da viagem, esse será o nosso problema!)




Ingredientes:
Massa

1 ½ chávena chá de farinha de trigo
1 gema
2 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (café) de sal
2 colheres (sopa) manteiga
2 colheres (sopa) de leite
1 colher (café) de fermento em pó
manteiga para untar

Recheio
2 latas de leite condensado
1 chávena (chá) suco de limão coado**
1/2 pacotinho de gelatina sem sabor dissolvido em «banho maria»

Cobertura
2 claras
8 colheres (sopa) açúcar em pó


Mãos na massa:

Comece por misturar e amassar bem todos os ingredientes da massa. Forre uma forma redonda de fundo amovível. Fure com um garfo e leve a assar em forno pré-aquecido, mais ou menos, por 20 minutos. Deixe arrefecer, desenforme e reserve para colocar o recheio.

Misture o leite condensado com o sumo de limão e a gelatina dissolvida e coloque por cima da base. Reserve.

Bata as claras em castelo e vá juntando o açúcar para fazer um suspiro duro. Disponha por cima do creme de leite condensado. Pode utilizar um bico ou espalhar o suspiro e fazer umas pontas com um garfo.

Levar ao forno só para dourar as pontas do suspiro.


Experimentem e vão ver que temos razão: DELICIOSA!



* tradução para português lusitano: torta = tarte; rocambole = torta.
** o limão utilizado aqui é o que chamamos de lima. Mas talvez fique igual com o nosso limão (que no Brasil se chama de limão galego)

6 comentários:

Elvira disse...

Que bonita que ficou!

Eliana Scaramal disse...

Que linda torta!

Luman Riche disse...

Nesta tarte de limão não fica muito liquido o recheio de leite condensado com limão...só assim?

oquefazerprojantar??? disse...

ui.......
obrigado pela chamada de atenção!!
faltou 1 ingrediente!!!
descuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuulpem!
vou já corrigir o post, mas entretanto já podem corrigir o erro:
juntar no leite condensado 1/2 pacotinho de gelatina sem sabor dissolvido em banho-maria

espero que agora saia bem

Anónimo disse...

a tarte deve mesmo ser deliciosa...quero experimentar! mas n percebo o que se quer dizer com "dissolvido em banho-maria"... sou uma principiante na cozinha! uma ajudinha??

oquefazerprojantar??? disse...

«Banho-maria» é um método utilizado na cozinha para aquecer lenta e uniformemente qualquer substância líquida ou sólida num recipiente, submergindo-o noutro, que está no fogão e onde existe água a ferver ou quase.
O processo recebe esse nome em honra da famosa alquimista, Maria, a Judia.