quarta-feira, junho 25, 2008

Sopa de beldroegas


Gosto muito de fazer compras na BioCoop. Aí encontramos uma grande variedade de produtos provenientes de agricultura biológica, sempre frescos e deliciosos! E encontramos sempre pão variado fresquinho e comida saudável...
Para além de tudo, somos atendidos com imensa simpatia.

Pois bem, esta semana encontrei lá "beldroegas" e uma senhora que me explicou como fazer essa sopa tão comum no Alentejo.
Não perdi tempo... comprei o necessário e quando cheguei a casa... mãos à obra e sopa para o jantar!
Os nossos amigos António e Celeste (que é alentejana) vieram partilhar a sopa... comeram e repetiram! Foi aprovada e passou com distinção.

Então lá vai, conforme me foi explicado.

Precisa de:
1 molho de beldroegas, 4-5 cebolas, 2 cabeças de alho, 1 folha de louro, 1 ovo por pessoa, queijo de cabra, azeite e sal q.b.

Primeiro separam-se as folhas, retirando-se os cabos grossos e lava-se muito bem (é parecido com agrião)

Depois faz-se um bom refogado com cebola às rodelas (juntei 4 cebolas pequenas para um molho de beldroegas), azeite e 2 cabeças de alho inteiras (tira-se só a pele grossa e dá-se um murro para "abrir");


Quando a cebola está já transparente, acrescentam-se as beldroegas, uma folha de louro e refoga-se até amolecerem;

Acrescenta-se água quente, tempera-se com sal e deixa-se acabar de cozer.

No fim, e na hora de servir, escalfa-se um ovo por pessoa na própria sopa.

Serve-se no prato, deitando-se por cima de queijo de cabra aos pedaços. O calor da sopa vai amolecer o queijo... delicioso.

Para acompanhar, pão, alentejano de preferência!


E agora, para quem não conhece essas folhas, aqui fica uma explicação:

A Beldroega ( portulaca oleracea ) é uma planta anual, que aparece junto de outras culturas hortículas e que infesta rapidamente o terreno. As que nascem espontaneamente têm a folha mais miúda e um sabor mais ácido. As que são cultivadas têm a folha larga e mais clara do que as "bravas". Em certas regiões são só utilizadas na alimentação dos animais. No Alentejo faz-se sopa que pode ser diferente de terra para terra, mas quase sempre é cozinhada em conjunto com o alho, as batatas, os ovos e o queijo.
É rica em ácido salícilico e omega-3. Pode prevenir o aumento do mau colesterol.

Parece que no Brasil também há. Encontrei explicação aqui.

13 comentários:

Docestemperos disse...

Nunca comi sopa de beldregas apesar de já ter ouvido falar muitas vezes nela. Vou quinzenalmente para o alentejo e já provei muitas das iguarias dessa fantástica região mas nunca as benditas beldroegas. Tenho que o fazer brevemente.
Obrigado

ameixa seca disse...

Se tem alho e queijo então deve ser fantástico. Eu adoraria provar. Esse ovo dá-lhe um retoque maravilhoso ;)

Nana disse...

Aqui no Sudeste nunca encontrei.
Bem, aqui tem uma vegetação enorme, mas não é muito explorado.
Tem muitas coisas na região Nordeste e que não sabemos aqui na parte de baixo do país.
Bjs

pipoka disse...

Deu-me cá umas saudades de comer sopa de beldroegas...aos anos que não como...snif.

bjs

Marcia disse...

No meio da minha horta, vivo arrancando as portulacas oleraceas, que nome para um matinho tão simpático. Mas depois de ver o nome da salsinha = petroselinum sativum, (mais parece com as letrinhas que tenho que digitar em alguns blogs e fico sempre confusa), esqueço de fazê-las, vou prestar mais atenção. Sócia, vou deixar um mimo para vc lá no Idéias. bj

Marizé disse...

Que nostalgia..... aminha avó do alentejo fazia-me essa sopa com tanto carinho, gosto tanto!

Bj

Carmencita disse...

Com o friozinho que tem feito em São Paulo 14 ºC, uma sopa dessa huuum!!! Gostei da maneira de fazê-la.Na falta de beldroegas por aquí, vou usar espinafre.Bjss

edinha disse...

Mas esta sopinha deve ser uma delícia.
Beijinhos

Ana disse...

Andava de blog em blog e vim ter a este!
Fiquei fã!!!!
E esta sopa, que saudades do meu alentejo!!

chapa disse...

Costumo fazer sem cebola, dando uma pequena fritura às cabeças de alho, novas e sem as peles exteriores. Também aconselho a meter os quartos de queijo a cozer na sopa, fica bastante boa.
Bom blogue, parabéns.

Gulodices disse...

ai plantinhas chatas que abundam aqui no meu quintal!!!!!!!!!

O meu pai adora fazer e comer claro a sopinha de daldroegas... acho que ele faz diferente... tenho que lhe dar esta receita!!!

Cyriaco disse...

sopa de "baldroega" com queijo de cabra? Experimente com queixo de ovelha puro...

João disse...

experimentei a sopa com "baldroegas" que troce do algarve. Pão Alentejano e como não podia deixar de ser isto é a tão afamada comida mediterrânica no seu melhor. Parabéns