segunda-feira, novembro 07, 2005

Bacalhau à Ana Rosa

Esta é uma outra maneira de fazer o nosso peixinho tão tradicional. Um modo muito fácil e que resulta muito bem.
Aprendi com a minha sogra... daí o nome que colocamos no prato. Ela costumava dizer que “receitas tinha muitas e o que lhe faltava era vontade de cozinhar”! Mas sobrava cuidado e carinho e, por isso, gostávamos todos muitos da sua comidinha saborosa. Aqui deixo a lembrança saudosa de uma delas.
Desta vez não tenho foto para colocar... e não indico quantidades porque fazemos sempre “a olho”... em função do número de pessoas...

Bacalhau à Ana Rosa

* Demolhar o bacalhau e dar-lhe uma fervura rápida em água misturada com leite (já aqui comentei que esta é uma maneira de deixar o bacalhau macio);

* Desfiar o bacalhau, retirando a pele e as espinhas; envolver em farinha de trigo;

* Fazer um refogado com uma boa porção de azeite, bastante cebola, alho, tomate (pode utilizar tomate pelado), salsa e uma folha de louro;

* Cortar batata em tiras bem fininhas (palha) e temperar com sal (lavar bem as batatas depois de cortadas para tirar todo o amido; mantê-las dentro de água enquanto não for utiliza-las para não escurecerem);

* Num pirex que possa ir ao forno, colocar o refogado de cebola e camadas alternadas de batatas palha e bacalhau (a última camada deve ser de batata);

* Rega-se tudo com um pouco de leite quente (deve-se ser capaz de ver o líquido composto do leite e do azeite do refogado);

* Polvilha-se com pão ralado e um pedacinhos de manteiga;

* Levar ao forno médio até estar bem douradinho.


Para acompanhamento podem servir uma salada fresquinha... e não esquecer de um bom vinho, claro!
Pode ficar tudo arranjado com antecedência e colocar no forno na hora.

1 comentário:

a.k.a.bicuka disse...

viva a sogra da mamã da fifi!!!!

fiquei com água na boca...